“FÉRIAS” A BEIRA MAR!

Muitos de vocês, como nosso amigo Claude, pensam que estamos na maior moleza no Brasil curtindo as praias. Que há sete meses estamos de férias aproveitando o mar e a água de coco… Pela primeira vez, nós lhes damos razão!

Sim, sim, tiramos umas “férias” a beira mar entre o Natal e o Ano novo. Bancamos os verdadeiros turistas ficando vários dias em albergues na frente da praia, curtindo o mar, a piscina e as especialidades locais (peixes, camarões e lagostas grelhadas). Mesmo assim pedalamos um pouco, alguns quilômetros na praia e alguns acampamentos na beira do oceano em recantos remotos. Aí vão algumas fotos desses 16 dias de “férias”!

De 21 de dezembro de 2012 a 6 de janeiro de 2013
Jericoacoara → Morro Branco → Barreiras (Ceará) → Mossoró → Natal (Rio Grande do Norte) → João Pessoa → Praia de Coqueirinho (Paraíba)
257 km em 16 dias (Total: 6000 km em 224 dias)
845 km de ônibus: Jericoacoara → Fortaleza → Beberibe / Mossoró → Natal → João Pessoa

Nosso primeiro destino solar foi a praia de Morro Branco no estado do Ceará. Ali passamos o Natal. A pousada IBITU , com seu simpático proprietário suíço, Stéphane, levou a palma de nosso melhor alojamento em 7 meses com sua soberba vista da praia e sua bela piscina. O preço por noite para duas pessoas é 45 $ com um farto café da manhã.

1-MOrroBranco

As falésias da praia de Morro Branco atraem muitos turistas brasileiros que percorrem a região de buggy. Felizmente, raramente vimos tantos juntos quanto desta vez!

2-Humains-Foule-Falaises-Morro-Branco-Ceara-Bresil©TerraTributa (1)

Um 24 de dezembro em Morro Branco! Na falta de neve, contentamo-nos com ondas, areia fina e sol …

DCIM101GOPRO

Nosso refeição de Natal: camarões grelhados ao alho acompanhados de arroz e de uma caipirinha. Delicioso! Mas a palma da melhor refeição foi para a do dia 1 de janeiro, em Redonda, com suas suculentas lagostas grelhadas. Babem!

4-DSC04546

De novo nas bicicletas entre as praias de Quixaba e Redonda. 22 km de areia em 3 dias: férias de verdade, oras!

5-Nous-Velo-Plage-Fontainha-Ceara-Bresil-©TerraTributa (9)

Mas por que Bertrand está escalando essa falésia que parece particularmente alta na foto (mais do que na realidade, tranquilizem-se)?

7-DSC04550

Para tirar uma foto, é claro! Nada o detém quando está com uma ideia na cabeça…

8-Nous-Velo-Plage-Fontainha-Ceara-Bresil-©TerraTributa (14)

Depois de 38 km de asfalto e 2 de praia, é hora de uma bem merecida pausa na praia Lagoa do Mato. Esse abrigo nos permite relaxar nas redes de tarde e dormir em nossa barraca à noite – com o suave som das ondas.

9-Nous-Camping-Plage-Lagoa-do-Mato-Ceara-Bresil-©TerraTributa

Acampamos frequentemente perto de barracas como esta de Canto Verde. Um abrigo, comida fresca do mar e a bom preço, banheiros e chuveiros fazem desses pequenos restaurantes de praia bons lugares para acampar. Além disso, eles costumam fechar no fim da tarde, o que nos permite passar a noite em toda tranquilidade. Naturalmente, perguntamos sempre se o lugar é seguro. Até agora, todos eram e não tivemos nenhum problema. Cruzamos os dedos para que continue assim!

10-DSC04539

Encontramos na praia de Ponta Grossa a simpática família Nunes, que vive em Fortaleza. Eles nos convidam a partilhar seu almoço à sombra das falésias. Um bom prato depois de nosso primeiro mergulho em apneia no oceano!

11-Humains-Portraits-Plage-Ponta-Grossa-Ceara-Bresil-©TerraTributa

Procurando Nemo?

DCIM101GOPRO

Um pequeno caranguejo diz bom dia a Bertrand nesse fim de tarde paradisíaco.

13-Faune-Animaux-Crabe-Plage-Ponta-Grossa-Ceara-Bresil©TerraTributa (1)

« Será que eu já lhes disse que Bertrand é um pouquinho teimoso quando está com uma ideia de foto na cabeça?”, pergunta Vanessa. Graças a ele, toda nossa tralha (bicicletas e bagagens) estão no alto dessa falésia em apenas nove viagens e algumas gotas de suor.

14-DSC04563

«Um belo lugar para acampar e relaxar nesse dia 30 de dezembro”, admite Vanessa. Um pequeno ponto negativo é a noite ventosa com a areia que entra na barraca por todas as partes …

15-Nous-Camping-Plage-Ponta-Grossa-Ceara-Bresil-©TerraTributa (7)

Deixando a praia de Ponta Grossa, empurramos nossas bicicletas por dois quilômetros a beira do mar. Isso nos traz boas recordações! Nosso sofrimento é recompensado por esta bela surpresa: a praia e a cidadezinha de Redonda. No alto da cidade, a vista panorâmica é de tirar o fôlego! Ali passamos o réveillon. Devemos confessar que estávamos dormindo na passagem do ano. Foi a muito custo que os fogos de artifício nos acordaram à meia noite,,, É preciso levar em conta que acordando às 4h30 da madrugada (depois de uma má noite de sono) é meio difícil ficar acordado até tarde.

17-Redonda-Ceara-Bresil-TerraTributa

Depois da praia de Redonda, pedalamos 80 km até Mossoró no Rio Grande do Norte. A 20 km da cidade, sob o sol do meio dia e completamente esgotados, encontramos a simpática família Da Silva. Manuel, Maria, sua filha Leda e seus dois netos, Mayara e Maybon nos recebem na varanda para um bem merecido descanso de meio dia. Estamos tão bem ali que acabamos passando a noite também. Conversas, refeições partilhadas e bons banhos frios completam a tarde e a noite. Manuel nos presenteia até com uma apresentação de sanfona. Apesar de os adultos não sorrirem na foto, costume da família, rimos e sorrimos muito juntos.

18-IMG_7388

Ao longo da tarde na casa dessa família do Rio Grande do Norte, observamos a rotina da população local. Diversas carroças cheias de milho passam na frente da casa. Fato comum no interior e mesmo nas cidades!

21-IMG_7404

Depois de nossa noite na casa da família Da Silva, passamos por esses barracos. Vimos muitos desses acampamentos perto das cidades. Às vezes, o barraco é feito todo de lona preta. “Deve fazer um calor danado dentro”, diz Bertrand. De fato, a pobreza ainda é bastante presente no Brasil.

22-IMG_7415

De Mossoró a João Pessoa, aceleramos nosso ritmo tomando dois ônibus. Chegando a João Pessoa, visitamos a célebre igreja de São Francisco. Sua construção se estendeu por dois séculos (1589-1779), e é considerada uma das mais belas do país.

23-IMG_7495

Não nos demoramos nas praias urbanas de João Pessoa. Pegamos as bicicletas para chegar a algum lugar mais tranquilo e menos dispendioso.

24-IMG_7507

Vanessa em Ponta do Seixas, a extremidade oriental da América. Esperamos que depois dessa ponta o vento estará mais a nosso favor. Bom, não foi bem assim, mas há de ser!

25-IMG_7511

Encontramos um lugar tranquilo na praia de Jacarapé, 20 km ao sul de João Pessoa. A luz de uma manhã de tempestade embeleza essa praia bordada de palmeiras.

26-IMG_7526

Passamos a noite a beira mar onde uma barraca nos protege, mais uma vez!

27-IMG_7519

A última praia, mas não a menos bela (quatro estrelas em nosso guia de praias) é a de Coqueirinho. Há muita gente nessa ponta, mas encontramos um canto tranquilo mais ao sul para passar a tarde à sombra de um coqueiro. Também dormimos ali na barraca sem problemas. No dia seguinte, 110 km nos esperam para chegar às cidades históricas de Olinda e Recife no estado do Pernambuco. Nosso 15º estado brasileiro!

28-IMG_7596

Publicités